Sexta, 22 de Outubro de 2021 19:01
67 992267546
Mundo Cristão missões /ação social

“Há 2.000 línguas sem um único versículo da Bíblia”, diz pastor em projeto de tradução

Uma igreja nos EUA trabalha para que mais de 2 milhões de asiáticos tenham o Novo Testamento em seu idioma.

22/05/2021 11h16
63
Por: thiago Fonte: www.guiame.com.br
Milhões de pessoas não têm acesso à Bíblia em seu idioma. (Foto: Seed Company)
Milhões de pessoas não têm acesso à Bíblia em seu idioma. (Foto: Seed Company)

A Desperation Church, uma igreja do estado americano do Alabama, está tentando levantar 55 mil dólares no próximo ano para que mais de 2 milhões de asiáticos possam ter o Novo Testamento da Bíblia em seu idioma pela primeira vez. 

“O que chama a atenção é que existem 7.000 línguas faladas em todo o mundo. Dessas 7.000 línguas, apenas 700 têm todo o Antigo e Novo Testamentos concluídos em seu idioma”, disse o pastor Cody Miller, que lidera uma das congregações da Desperation Church no condado de Cullman.

“Existem cerca de 2.000 (idiomas) que não têm um único versículo da Escritura”, disse ele, representando 170 milhões de pessoas sem nenhum acesso à Bíblia. “Aqui estamos, 2.000 anos depois de Jesus nos dizer para fazer discípulos de todas as nações, tendo mais 2.000 línguas que não podem fazer discípulos, porque não têm as Escrituras.”

Adam Hicks, pastor da Desperation na cidade de Jasper, disse que a igreja iniciou uma parceria há cerca de três anos com a organização Seed Company — que tem o objetivo de traduzir a Bíblia em todas as línguas até 2025.

Hicks disse ao jornal Daily Mountain Eagle que a arrecadação de fundos para tradução é parte dos projetos missionários da igreja. Uma boa quantia já foi levantada, restando US$ 55.000 (equivalente a R$ 293.865) para completar a tradução do Novo Testamento e uma meta para completar o financiamento até 2022. 


Pastores Adam Hicks (à esq.) e Cody Miller com o Evangelho de Lucas traduzido por asiáticos. (Foto: Daily Mountain Eagle/Ed Howell)

Através da Seed Company, a Desperation Church adotou um cluster de cinco idiomas no sudeste da Ásia, representando 2,4 milhões de pessoas. Hicks fica surpreso que tantos nos EUA tenham diferentes traduções da Bíblia em casa, mas este grupo nunca tenha segurado uma Bíblia ou lido um versículo. 

O projeto não está identificando o país publicamente por preocupação com a perseguição religiosa. “O trabalho no campo acontece em áreas inseguras”, disse Miller. 

“Haverá pessoas (nesta nação) que estarão na eternidade conosco, com Jesus, e tudo porque foram apresentadas a Ele por meio disso”, disse Hicks. "Este é um projeto muito poderoso. Somos muito apaixonados pela palavra de Deus.”

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO DAILY MOUNTAIN EAGLE

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias